Mergulhamos No Cérebro De Fernanda Tovar-Moll, Uma Das

13 May 2019 16:36
Tags

Back to list of posts

<h1>Cria&ccedil;&atilde;o De Energia, Um Est&iacute;mulo</h1>

<p>Uma pessoa a&iacute; est&aacute; a final de assistir a uma aula de biologia? O tema poder&aacute; parecer chato com inten&ccedil;&atilde;o de muita gente, por&eacute;m Dicas Para Provas De L&iacute;ngua Portuguesa , 346 mil no YouTube e 1,nove milh&atilde;o no Facebook acham que n&atilde;o. Como Estudar Para Concurso Em um M&ecirc;s do professor Paulo Jubilut, que se tornou um fen&ocirc;meno nas m&iacute;dias sociais no momento em que decidiu transportar para a internet o que s&oacute; fazia entre quatro paredes: ceder aulas de biologia.</p>

<p>Abandonar a habitual sala de aula n&atilde;o foi exatamente uma alternativa de Jubilut. Bi&oacute;logo formado na UFSC (Institui&ccedil;&atilde;o Federal de Santa Catarina), com mestrado em Ci&ecirc;ncia e Tecnologia Ambiental na Faculdade do Vale do Itaja&iacute;, ele trabalhou por quase dez anos em col&eacute;gios e cursinhos do Paran&aacute; e de Santa Catarina. Por&eacute;m acabou sendo “empurrado” pra internet, no desfecho de 2012, ap&oacute;s perder o emprego. — Eu tinha pensado em parar de oferecer aulas. ], tinha feito mestrado, constru&iacute;do apostilas, desse modo pensei que, se parasse, jogaria todo meu instrumento fora.</p>

<p>Assim sendo ele decidiu gravar aulas com a webcam do notebook e public&aacute;-las no YouTube. A ideia era fazer daquilo um “legado”, j&aacute; que ele planejava abrir uma franquia de sucos. Contudo o p&uacute;blico invadiu teu canal tal qual uma bact&eacute;ria: instalou-se, consumiu os videos, cresceu e se reproduziu. Virou um “nicho de mercado”. ]. Dali um pouco, deu 500 d&oacute;lares. No outro m&ecirc;s, 1.000 d&oacute;lares.</p>

<p>A&iacute; eu pensei: ‘O pessoal gostou das aulas. Isto aqui &eacute; um nicho de mercado n&atilde;o explorado’. Um ano depois do come&ccedil;o do projeto, Jubilut montou o site Biologia Total, onde continua publicando tuas videoaulas, mas bem como apostilas, exerc&iacute;cios e outros utens&iacute;lios, al&eacute;m de ofertar cursos. 17,noventa e nove por m&ecirc;s, o suficiente pra manter uma equipe de 10 pessoas, com mais um professor de biologia, jornalista e equipe de audiovisual — todos em regime home office.</p>

<p>Al&eacute;m do website e da p&aacute;gina no YouTube, o Biologia Total mant&eacute;m perfil no Google Plus, Twitter e Facebook, usado sobretudo pra brincar com a mat&eacute;ria e populariz&aacute;-la. — Eu estou em todas as redes sociais que os alunos est&atilde;o. Carisma, descontra&ccedil;&atilde;o e “tempo de bola rolando”. &Eacute; em vista disso que o bi&oacute;logo explica sua r&aacute;pida ascens&atilde;o pela web.</p>

<ul>
<li>Cinco UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) Brasil</li>
<li>cinco Livros publicados</li>
<li>80&ordm; Escola Federal de Campina Extenso (UFCG)</li>
<li>Not&iacute;cias de p&oacute;s-gradua&ccedil;&atilde;o</li>
</ul>

<p>Teu filme mais popular no YouTube, “Como retirar 10 nas provas”, tem mais de 700 1 mil visualiza&ccedil;&otilde;es. Feito na &eacute;poca em que ainda n&atilde;o utilizava c&acirc;meras profissionais ou est&uacute;dio, o video se parece a uma exposi&ccedil;&atilde;o de stand-up comedy. S&atilde;o 14 minutos que aproveitam o carisma e o excelente humor do professor.</p>

<p>— A mensagem tem que ser muito bem dada, Notaste Que Encantador E Que Completo? . N&atilde;o necessita ser um piadista, no entanto p&ocirc;r uma descontra&ccedil;&atilde;o pra deixar a aula mais leve. Revelar hist&oacute;rias, por exemplo, afim de prender a aten&ccedil;&atilde;o do aluno. Isso cria uma fantasia naquele lugar, que &eacute; t&eacute;cnico. Tuas videoaulas assim como exploram com frequ&ecirc;ncia os virais, aqueles videos “fofinhos” (ou nem t&atilde;o “fofinhos”) amplamente compartilhados nas redes sociais.</p>

[[image http://3.bp.blogspot.com/-GjGxuhD5g0Q/Tg3Y_9nYeSI/AAAAAAAAAAg/s77eO5VSaoo/s1600/DSC06796.JPG&quot;/&gt;

<p>No momento em que bombou pela internet o v&iacute;deo de uma &aacute;guia tentando “raptar” um fedelho, ele aproveitou o assunto pra gravar uma aula sobre a ave e seus h&aacute;bitos de vida. Descreveu por que o video era errado (encontre ao encerramento). No entanto o que empurrou mesmo o projeto para frente, diz Jubilut, foi o formato da videoaula, que permite ao aluno escolher quando, como e onde assistir ao assunto. — &Eacute; um modelo que neste instante conquistou. Eu brinco que a videoaula &eacute; “tempo de bola rolando”. Pela institui&ccedil;&atilde;o, o professor tem que cortar o quadro, ligar o datashow, solicitar sil&ecirc;ncio, responder as d&uacute;vidas, trocar de sala.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License